sexta-feira, 19 de junho de 2015

Ilha Proibida - Análise por Edgar Bernardo

 
Uma tal de ilha proibida está à beira de sofrer um dilúvio e com ele 4 tesouros únicos podem vir a perder-se para sempre, e só a bravura (ou ganância) de arqueólogos os poderá reaver!
Este conjunto de aventureiros tem de saltar de quadrado em quadrado drenando partes da ilha enquanto procura as 4 pistas para recolher cada um dos tesouros escondidos, mas, como é apanágio de um bom filme de ação, o perigo espreita a cada jogada e uma enchente pode por em causa todo o esfoço de equipa deste jogo cooperativo.
Aprecio jogos cooperativo na mesma medida que quaisquer outros, mas é certo que este despertou em mim maior interesse por este género. Naturalmente que o "jogador alpha" pode acabar por dominar a partida, por isso, a diversão e o cooperativismo depende do grupo tanto quanto o jogo!
Apesar da dificuldade do jogo, sobretudo nos dois níveis mais difíceis que faz disparar a aleatoriedade do jogo, recomendo vivamente este jogo para famílias e novos entusiastas deste "hobbie"!

Jogo: Ilha Proibida
Ano: 2010
Avaliador: Edgar B.
Tipo: Cooperativo
Tema: Arqueologia
Preparação: 10 minutos
Duração: 30 minutos
Nº de Jogadores: 2 - 4
Nº Ideal de jogadores: 4
Dimensão: pequena
Preço médio: 23 €
Idade: 8+

Qualidade dos Componentes: 9
Dimensão dos Componentes: 5
Instruções/Regras: 7
Aleatoriedade: 6
Replicabilidade: 9
Pertinência do Tema: 4
Coerência do Tema: 4
Ordem: 9
Mecânicas: 9
Grafismo/Iconografia: 9
Interesse/Diversão: 7
Interação: 7
Tempo de Espera: 6
Opções/turno: 8
Área de jogo: 8
Dependência de Texto: 10
Curva de Aprendizagem: 9

Pontuação: 7,41


Para iniciados e famílias
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...